Diabetes é uma doença crónica, onde a quantidade de glicose no sangue é muito elevada porque o pâncreas não produz insulina ou não em quantidade suficiente, para ajudar a glicose a entrar nas células do corpo.

A diabetes, por vezes, leva a problemas oculares como é o caso da retinopatia diabética: uma complicação ocular que surge nos diabéticos e é a principal causa de cegueira evitável entre os 20 e os 64 anos.

Os doentes de diabetes tipo 1 e 2 apresentam maior probabilidade de desenvolver retinopatia diabética, sendo muito importante realizar exames oftalmológicos, pelo menos, uma vez por ano. A retinopatia diabética está diretamente relacionada com a evolução da diabetes.

Os sintomas variam consoante o estado da doença. Numa fase inicial, a retinopatia diabética não apresenta quaisquer sintomas e por isso um doente com diabetes não deve esperar pelo aparecimento de sintomas para realizar exames.

Apesar de não ter cura, se for tratada de forma adequada, é possível reduzir a perda de visão.

Para prevenir o aparecimento e a progressão da retinopatia diabética, deves realizar exames oftalmológicos, pelo menos, uma vez por ano. Os doentes com diabetes devem controlar com regularidade os níveis de açúcar, a pressão arterial e o colesterol.