Símbolo de estilo desde sempre

Nunca como hoje os óculos de sol foram tão indispensáveis para quem quer marcar a sua presença e estilo. Mas o fenómeno já vem de longe: quem vai esquecer os emblemáticos Persol de Steve McQueen em Thomas Crown Affair ou os irreverentes e ovais Christian Roth de Kurt Cobain?

Longe vai o tempo em que eram apenas utilizados para proteger os olhos da luminosidade, como faziam os Inuit com marfim de morsa ou os chineses com lentes coloridas de quartzo, por volta do século XII.

Mas talvez sempre tenham causado um certo fascínio. E porquê? Simplesmente escondem aquela que é a janela para as nossas almas – os olhos – tornando-nos assim misteriosos e algo de inacessíveis, ou seja, irresistíveis.

Não admira que hoje em dia as marcas apostem em modelos para todas as situações, desde as profissionais às de lazer ou desportivas. Existem óculos para todos os gostos, feitios e estilos. E bem, estilo é só para quem os tem!

Comentários